Síndrome do Fim do Ano

Estudos apontam que na época do fim do ano casos de ansiedade e depressão aumentam e trazem consigo males à saúde cardiovascular

Segundo uma pesquisa da International Stress Management Association, o estresse individual aumenta 75% e atinge 80% da população no período que vai da última semana de novembro até o fim de dezembro.

Por isso, nos prontos-socorros há aumento dos casos relacionados à ansiedade e depressão.

O fenômeno, que é conhecido como “Síndrome do Fim do Ano” ou “dezembrite”, pode afetar não só o emocional, mas também o fisiológico, o responsável por isso é o hormônio que estes sentimentos liberam no organismo.

Estados emocionais como esses liberam cortisol no sangue. Níveis elevados deste hormônio causam aumento da frequência cardíaca e do nível de açúcar no sangue, diminuição da produção de insulina e constrição dos vasos sanguíneos. Isso pode trazer problemas como diabetes, hipertensão, infarto e derrames.

Por conta disso, o especialista garante que não basta só cuidar do corpo, é importante também cuidar da mente. A dica serve para quem é fisiologicamente saudável e, principalmente, para quem já tem alguma doença cardíaca.

Passar por momentos emocionalmente difíceis pode agravar bastante quadros de doenças cardíacas, mesmo naqueles pacientes que mantenham hábitos saudáveis. É preciso ter um equilíbrio entre mente e corpo, com acompanhamento cardiológico e psicológico.

Agência EverUp

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *